MERIDIANUM – Núcleo Interdisciplinar de Estudos Medievais
  • História Global Ciclo de Palestras – Entre o Mediterrâneo e a Bacia do Níger: Trânsitos afro-muçulmanos, processos históricos e interações culturais: séculos XII-XVI.

    Publicado em 18/10/2018 às 13:41

    O Meridianum – Núcleo Interdisciplinar de Estudos Medievais tem o prazer de divulgar a palestra do Prof. Dr. José Rivair Macedo (UFRGS), intitulada: “Entre o Mediterrâneo e a Bacia do Níger: Trânsitos afro-muçulmanos, processos históricos e interações culturais: séculos XII-XVI.

    DATA E HORA: 25-10-2018 – 14h00.
    LOCAL: Auditório Bloco E – CFH.

    Este evento faz parte do Ciclo de Palestras de História Global, apoiado e a realizado pelo Departamento de História e pelo Programa de Pós-Graduação em História da UFSC.

    Esperamos por você!


  • Nota de pesar do Meridianum sobre a tragédia no Museu Nacional

    Publicado em 03/09/2018 às 18:38

    No dia 02 de setembro de 2018 uma tragédia assolou o Museu Nacional, vinculado à Universidade Federal do Rio de Janeiro e sendo a mais antiga instituição cientifica do Brasil, que foi destruído por um incêndio.

    O Museu Nacional preservava 20 milhões de itens incluindo o maior acervo de artefatos egípcios da América Latina, com múmias egípcias intactas em seus sarcófagos; obras de arte; vasos gregos e o fóssil de Luzia, fóssil humano (Homo sapiens) mais antigo encontrado na América com mais de 11 mil anos. Esses artefatos sobreviveram durante milênios, mas não sobreviveram ao descaso que vêm se tendo com a universidade pública, com a cultura e à tentativa de sucateamento da ciência e tecnologia no país.

    No mesmo ano em que a CAPES anuncia situação de emergência e a possibilidade de cortes de bolsa em 2019, menos de três anos após um incêndio de grandes proporções ter atingido o Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, somos agora surpreendido com o incêndio do Museu Nacional! Esse incêndio não foi acidental, mas sim criminoso, causado pelos congelamentos de gastos com diversos setores de incalculável importância social e pela a falta de verbas para manutenção do Museu que há três anos recebia apenas 60% da verba necessária (que deveria ser de um total de R$ 550 mil anuais) e chegou ao ponto de fazer uma “vaquinha online” para arrecadar verbas.

    Esse congelamento de recursos afeta diretamente a cultura e a educação e se constitui como um projeto de sucateamento, um projeto de tirar de nós, Brasileiros(as), nossa possibilidade de produzir ciência e tecnologia, um projeto de destruir nossa história, formar um povo ignorante sobre seu passado e incapaz de protestar no presente e tomar as rédeas de construção do futuro.

    Com cada janela que caiu do Museu Nacional, com cada parede queimada, com cada coluna derrubada e com cada artefato destruído pelas chamas do fogo se desmoronou também um pedaço de cada um(a) de nós, se destruíram sonhos de pesquisas que não poderão ser concluídas e de outras que jamais se iniciarão.

    Colocamos-nos em luto e profunda tristeza por essa tragédia e desejamos que nossa história, nossa democracia e a universidade pública parem de ser destruídas a cada dia.


  • ESTUDOS MEDIEVAIS XVI: Pensar na Idade Média – 2018.2

    Publicado em 11/08/2018 às 16:10


    O Núcleo Interdisciplinar de Estudos Medievais – Meridianum convida para as discussões dos Estudos Medievais XVI: Pensar na Idade Média.

    Neste semestre leremos e discutiremos capítulos selecionados do livro: Alain de Libera, Pensar na Idade Média. São Paulo: Editora 34, 1999. Você pode conferir a programação a seguir:

    DIAS: Quintas-feiras quinzenais.
    HORÁRIO: 14h-16h.

    16/08Cap. 2: Por que medievalistas?
    30/08 I Jornada do GEFEM – É possível estudar gênero na longa duração?
    13/09Cap. 3: O “Ocidente Cristão”
    27/09Cap. 4: A herança Esquecida
    11/10Cap. 5: Filósofos e Intelectuais
    25/10Lançamento de livro – Em breve maiores informações.
    08/11Cap. 6. Sexo e Ócio
    22/11Cap. 7: Os Filósofos e os Astros
    06/12Cap. 8: A Experiência do Pensamento

    Contamos com a sua presença!


  • Último Cine-Meridianum realizado com convidado Especial

    Publicado em 29/06/2018 às 20:42

    Clique para apliar

    O filme Anticristo (2009) de Lars von Trier foi exibido na tarde do dia 29 de junho, encerrando as atividades do Cine-Meridianum do semestre 2018.1. Nosso convidado especial e guia do debate sequencial ao filme, foi o eterno membro do Meridianum, o mestre e praticamente doutorando Adriano Denovac. Contamos também com presença enriquecedora do Prof. Dr. Rafael Rosa Hagemeyer (História/UDESC).

    Em nome de todas as pessoas que participam do Meridianum, gostaria de agradecer a presença de todas e todos que assistiram aos filmes e tornaram cada debate uma experiência única, fechando nossas semanas, nas tardes de sextas-feiras, com excelente qualidade.

    Que venham novas edições do Cine-Meridianum no futuro!


  • Universo Cantigas apresenta a edição crítica digital da lírica profana galego-portuguesa

    Publicado em 06/06/2018 às 23:41

    “O Glosario da poesía medieval galego-portuguesa (GLOSSA) constitui o primeiro repertório lexical organizado sob a forma de dicionário, contextualizado e exaustivo do corpus da lírica profana galego-portuguesa: cantigas de amor, cantigas de amigo e mais cantigas de escárnio e de maldizer, para além de alguns textos de outros gêneros com menor representação. O GLOSSA nasce no seio do Grupo de Investigación Lingüística e Literaria (ILLA) da Universidade da Coruña, sob direção de Manuel Ferreiro como Investigador Principal e com a colaboração de outros membros do ILLA, como Xosé Ramón Freixeiro Mato, Xosé Manuel Sánchez Rei, Xoán López Viñas, Leticia Eirín García e Estefanía Mosquera Castro, junto de Bieito Arias Freixedo da Universidade de Vigo.

    Este Glossário foi realizado no âmbito dos projetos de pesquisa Glosario crítico da poesía medieval galego-portuguesa. I. Cantigas de amor e cantigas de amigo (ref. FFI2009-08917) e Glosario crítico da poesía medieval galego-portuguesa. II. Cantigas de escarnho e maldizer (ref. FFI2012-32801), financiados pelo Ministério de Ciência e Tecnologia e pelo Ministério de Economia e Competitividade, sucessivamente, durante o período de 2010 a 2015.”

    Ferreiro, Manuel (dir.) (2014-): Glosario da poesía medieval profana galego-portuguesa. Universidade da Coruña.

    Este interessante trabalho está ainda em construção, mas 150 textos já foram disponibilizadas recentemente e podem ser acessados no link a seguir: http://universocantigas.gal


  • Inscrições Prorrogadas – I Jornada do GEFEM

    Publicado em 06/06/2018 às 9:12
    Corre que ainda dá tempo!

    Clique na imagem para acessar o site


  • I Jornada do GEFEM: É possível estudar Gênero na Longa Duração?

    Publicado em 16/04/2018 às 10:47

    Convidamos todas e todos a se inscreverem e participarem!

    Inscrições abertas!
    Clique para acessar o site do evento!

  • Encontros GEFEM 2018.1 – O Martelo das Feiticeiras – Em debate

    Publicado em 20/03/2018 às 10:45

    GEFEM convida para a leitura e debate do livro O Martelo das Feiticeiras. Primeiro encontro será dia 9 de março, seguindo o calendário abaixo. Nos vemos nas sexta-feiras! Clique nos título das datas para acessar o texto.

    Clique na Imagem para acessar o evento no FACEBOOK

    Para baixar versão .epud do livro completo CLIQUE AQUI ou para versão .pdf  do livro completo CLIQUE AQUI.

    09 de março – Introdução Histórica de Rose Marie Muraro da edição Editora Rosa dos Tempos, tradução de Paulo Fróes.

    13 de abril – (Questão I) Parte I – Das 3 condições necessárias para a bruxaria: o Diabo, a Bruxa e a Permissão de Deus Todo-Poderoso –  O Martelo das Feiticeiras. pp. 49-63.

    27 de abril – (Questão II) – 1ª Parte: Das 3 condições necessárias para a bruxaria: o Diabo, a Bruxa e a Permissão de Deus Todo-Poderoso – O Martelo das Feiticeiras. pp. 64-78.

    11 de maio – (Questão III – Se crianças podem ser geradas por Íncubos e Súcubos) – 1ª Parte: Das 3 condições necessárias para a bruxaria: o Diabo, a Bruxa e a Permissão de Deus Todo-Poderoso – O Martelo das Feiticeiras. [link do livro completo acima]

    25 de maio – [páginas a definir]

    15 de junho – [páginas a definir]


  • Cine Meridianum – Edição 2018

    Publicado em 04/03/2018 às 15:39

    Núcleo Interdisciplinar de Estudos Medievais convida você a participar conosco do Cine Meridianum Edição 2018. Assistiremos os filmes abaixo. Em seguida debateremos sobre temas que envolvam a História. Marque as datas das exibições e não perca!

    Clique nas imagens dos filmes e confirme sua presença nos eventos do Facebook.

    Clique nas imagens dos filmes e confirme sua presença nos eventos do Facebook.

    Clique nas imagens dos filmes e confirme sua presença nos eventos do Facebook.

    Clique nas imagens dos filmes e confirme sua presença nos eventos do Facebook.


  • Grupo de estudos do Feminino e Masculino – GEFEM – 2017.2

    Publicado em 01/09/2017 às 19:56

    Aqui está a lista com as datas e textos que nos reuniremos neste segundo semestre de 2017, para debater sobre as representações das mulheres na Idade Média e Modernidade.

    [clique nos títulos e acesse os textos] 
    
    31/08 - 1º Encontro
    - SANTOS, Adelina Pinheiro; TOSI, Lucía. Resgatando Métis: o que foi feito desse saber? Revista Estudos Feministas, v. 4, n. 2, p. 355–380, 1996.
    
    21/09 - 2º Encontro
    - DALARUM, Jacques. Olhares de Clérigos. In: DUBY, Georges; PERROT, Michelle.(org). História das mulheres: A Idade Média. Porto: edições afrontamento, p. 30-61, 1990
    
    28/09 - 3º Encontro
    - DUBY, Georges. Depoimentos, testemunhos, confissões. In: DUBY, Georges; PERROT, Michelle. História das mulheres no Ocidente: a Idade Média. Porto: Edições afrontamentos, p. 593-599, 1993.
    - LARAIA, Roque de Barros. Jardim do Éden revisitado. Revista de Antropologia, v. 40, n. 1, p. 149-164, 1997.
    
    26/10 - 4º Encontro
    - RUCQUOI, Adeline. La Mujer en la Edad Media. In: História, n.16, 1978.
    
    14/11 - 5º Encontro
    - APOLONIA, Maria A. F.. A epístola ao deus do amor (1399), a primeira querela literária, em língua francesa, instaurada por uma mulher. Acta Scientiarum. Language and Culture, Maringá, 2015. 11p.
    - CALADO, Luciana. Saboreando o saber: A aventura intelectual de Christine de Pizan no seu “caminho de longo estudo” 8p.
    
    23/11 - 7º Encontro
    - BERGES, Sandrine. Teaching Christine de Pizan in Turkey. Gender and Education, Turkey, 2013. 11p.